A verdadeira Historia OS X e Intel


E ai pessoal, ja de cara digo que o titulo do post não é uma incontestável verdade, ficando a seu criterio depois de ler o texto que postei acreditar ou não; pois nem eu acredito direito nessa historia. Mas como achei interessante resolvi postar aqui no blog e se tudo for verdade sobre a verdadeira Historia OS X e Intel ou em Intel fica claro que o tal “Hackintosh” também nasceu primeiramente no coração de Steve Jobs.

Encontrei esse texto no excelente site InsanelyMac e resolvi postar aqui também para extender o conhecimento do mesmo, o texto narra algo que poderia ser o inicio de como se processou a transição de procesadores Power PC para processadores Intel, quem relata o texto é uma suposta Mulher de um Engenheiro da Apple, confira a versão traduzida do google e abaixo deixo no original ingles.

Texto Traduzido Google A verdadeira Historia OS X e Intel

Eu tenho sentido de contar essa história por um tempo. 

O ano é 2000. Meu marido (JK) tem vindo a trabalhar na Apple há 13 anos.Nosso filho é de um ano, e queremos voltar para a Costa Leste para viver perto de nossos pais. Para fazer isso, meu marido terá de ser concedida a permissão para telecommute. Isso significa que ele não pode estar trabalhando em um projeto de equipe e precisa de encontrar algo independente de fazer. 

O plano para se mover é um plano de longo prazo. JK estabelece as bases cedo para começar dividindo seu tempo entre seu escritório da Apple e seu escritório em casa. [Em 2002, ele está trabalhando em casa em tempo integral, na Califórnia.] 

Ele envia e-mail para o seu chefe que, coincidentemente, foi primeira contratação do meu marido quando ele começou na Apple em 1987: 

Data: Tue, 20 jun 2000 10:31:04 -0700 (PDT) 
De: John Kullmann <jk@apple.com> 
Para: Joe Sokol 
Assunto: intel 

Eu gostaria de discutir a possibilidade de me tornar 
responsável por uma versão Intel do MacOS X. 

se isso é apenas como um engenheiro, ou como um projeto / 
responsável técnico com outra pessoa – o que quer. 

Eu tenho trabalhado na plataforma Intel para a última 
semana ficando continuações de trabalho, eu encontrei-o 
interessante e agradável, e, se isso (uma intel 
versão) é algo que pode ser importante para nós, eu tinha 
gostaria de discutir a trabalhar nele em tempo integral. 

jk
*** 

Dezoito meses passam. Em dezembro de 2001, Joe diz JK: “Eu preciso de justificar o seu salário no meu orçamento. Mostre-me o que você está trabalhando.” 

Neste ponto, JK tem três PCs em seu escritório na Apple, e outros três no escritório em casa, tudo vendido a ele por um amigo que vende PCs personalizados construídos (não pode encomendá-los através dos canais habituais da Apple porque ninguém no a empresa sabe o que ele está trabalhando). Tudo está rodando o Mac OS. 

No escritório de JK, relógios Joe em espanto como botas de JK até um PC Intel e na tela vem o familiar “Bem-vindo ao Macintosh”. 

Joe faz uma pausa, em silêncio por um momento, e então diz: “Eu vou estar de volta.” 

Ele volta alguns minutos depois com Bertrand Serlet. 

Max (nosso 1 ano de idade) e eu estávamos no escritório, quando isso aconteceu, porque eu estava escolhendo JK-se do trabalho.Bertrand entra, observa a inicialização do PC, e diz que a JK: “Quanto tempo você levaria para obter essa corrida em um Vaio (Sony)?”JK responde: “Não muito tempo” e Bertrand diz: “Duas semanas? Três?” 

JK disse mais como dois * horas *. Três horas, no máximo. 

Bertrand diz JK para ir para Fry (o famoso West Coast cadeia computador) e comprar o top de linha, Vaio mais caro que eles têm.Assim fora JK, Max e eu ir para Frys. Voltamos para a Apple menos de uma hora depois. Por volta das 7:30, naquela noite, o Vaio está executando o Mac OS. [Meu marido contesta minha memória desta e diz que Matt Watson comprou o Vaio. Talvez Matt vai chime dentro] 

Na manhã seguinte, Steve Jobs é um avião para o Japão para se reunir com o presidente da Sony. 

*** 

Eles iriam atribuir dois mais engenheiros para o projeto em janeiro de 2002. Em agosto de 2002, outra dúzia comecei a trabalhar nele. É quando os primeiros rumores começaram a aparecer. Mas por 18 meses, apenas seis pessoas tinham qualquer idéia de que o projeto sequer existia. 

A melhor parte? Depois de Steve vai para o Japão, Bertrand senta JK para baixo e tem uma conversa com ele sobre como ninguém pode saber disso. Ninguém. De repente, o escritório em casa tem de ser reconfigurado para atender aos padrões de segurança da Apple. 

JK aponta a Bertrand que eu sei sobre o projeto. Na verdade, não só eu sei sobre isso, eu sou a pessoa que o nomeou. 

Bertrand diz JK que eu sou de esquecer tudo o que sei, e ele não terá permissão para falar comigo sobre isso novamente até que seja anunciado publicamente. 

Eu acho que ele tinha algum tipo de memória ‘Total Recall’ limpe em mente. 

*** 

Eu perdi a trilha das muitas razões que foram dadas para a mudança para a Intel, mas isso eu sei com certeza: 

Ninguém jamais relatou que, durante 18 meses, o Projeto Marklar existiam apenas porque um engenheiro de auto-rebaixado queria que seu filho Max para ser capaz de viver mais perto de avós de Max.

Texto Original A verdadeira Historia OS X e Intel

I’ve been meaning to tell this story for a while.

The year is 2000. My husband (JK) has been working at Apple for 13 years. Our son is a year old, and we want to move back to the East Coast to live near our parents. To do this, my husband will need to be granted permission to telecommute. This means he can’t be working on a team project and needs to find something independent to do.

The plan to move is a long-range plan. JK lays the groundwork early to start splitting his time between his Apple office and his home office. [By 2002, he is working at home full-time in California.]

He sends mail to his boss who, coincidentally, was my husband’s first hire when he started at Apple in 1987:

Date: Tue, 20 Jun 2000 10:31:04 -0700 (PDT)
From: John Kullmann <jk@apple.com>
To: Joe Sokol
Subject: intel

i’d like to discuss the possibility of me becoming
responsible for an intel version of MacOS X.

whether that’s just as an engineer, or as a project/
technical lead with another person – whatever.

i’ve been working on the intel platform for the last
week getting continuations working, i’ve found it
interesting and enjoyable, and, if this (an intel
version) is something that could be important to us i’d
like to discuss working on it full-time.

jk
* * *

Eighteen months go by. In December 2001, Joe tells JK, “I need to justify your salary in my budget. Show me what you’re working on.”

At this point, JK has three PCs in his office at Apple, and another three in the office at home, all sold to him by a friend who sells custom built PCs (can’t order them through the usual Apple channels because no one in the company knows what he’s working on). All are running the Mac OS.

In JK’s office, Joe watches in amazement as JK boots up an Intel PC and up on the screen comes the familiar ‘Welcome to Macintosh’.

Joe pauses, silent for a moment, then says, “I’ll be right back.”

He comes back a few minutes later with Bertrand Serlet.

Max (our 1-year-old) and I were in the office when this happened because I was picking JK up from work. Bertrand walks in, watches the PC boot up, and says to JK, “How long would it take you to get this running on a (Sony) Vaio?” JK replies, “Not long” and Bertrand says, “Two weeks? Three?”

JK said more like two *hours*. Three hours, tops.

Bertrand tells JK to go to Fry’s(the famous West Coast computer chain) and buy the top of the line, most expensive Vaio they have. So off JK, Max and I go to Frys. We return to Apple less than an hour later. By 7:30 that evening, the Vaio is running the Mac OS. [My husband disputes my memory of this and says that Matt Watson bought the Vaio. Maybe Matt will chime in.]

The next morning, Steve Jobs is on a plane to Japan to meet with the President of Sony.

* * *

They would assign two more engineers to the project in January 2002. In August 2002, another dozen started working on it. That’s when the first rumors started to appear. But for 18 months, only six people had any idea that the project even existed.

The best part? After Steve goes to Japan, Bertrand sits JK down and has a talk with him about how no one can know about this. No one. Suddenly, the home office has to be reconfigured to meet Apple security standards.

JK points out to Bertrand that I know about the project. In fact, not only do I know about it, I am the person who named it.

Bertrand tells JK that I am to forget everything I know, and he will not be allowed to speak to me about it again until it is publicly announced.

I guess he had some kind of ‘Total Recall’ memory wipe in mind.

* * *

I’ve lost track of the many reasons that have been given for the switch to Intel, but this I know for sure:

No one has ever reported that, for 18 months, Project Marklar existed only because a self-demoted engineer wanted his son Max to be able to live closer to Max’s grandparents.

E ai o que você acha de tudo isso, se a historia for verdadeira podemos dizer que nossos Hacks são tão originais quanto os vendidos na Apple Store!!

Comente…

Juciano

Asus s4000CA Asrock H67ITX HT i5 3570k SSD 120GB + HD 750GB 8GB Memoria Nvidia GT 630

Posts relacionados

Como exibir porcentagem de Bateria em Hackintosh

Neste post rápido vou ensina-los alguns meios pelos quais você pode obter o funcionamento do gerenciamento de energia da bateria em Hackintosh portátil. Com certeza nas pesquisas de como configurar a bateria em um Hackintosh feito em um notebook a primeira posição será Voodoo Battery, e digo que em muito casos realmente o Voodoo Battery […]

Continue lendo

Como instalar o MacOS em um HD externo

MacOS HD externo. Muitas pessoas tem vontade de experimentar o MacOS em seus computadores, porem tem medo de perder as configurações e arquivos presentes no computador Windows, e ainda a incerteza de saber se o sistema vai ou não funcionar. Em maquinas virtuais você pode ter a oportunidade de testar o sistema, porem não é […]

Continue lendo
Carregando...